domingo, agosto 2

Sonho de quarta-feira

dormi dançando a nossa valsa e sonhei com nossos corpos no compasso descontínuo da balada improvisada tentando acertar os passos - eu que não sei dançar sambei a noite inteira até que nascia o céu movimentos pelo espaço num xote pro amanhecer teus olhos me cantavam com silêncio verde-mar melodias pro futuro,

Nenhum comentário:

Postar um comentário