segunda-feira, agosto 24

Uma vez num sonho

você sabe como chegou aqui? 
vi no filme uma vez
que a negativa era um sonho
você lembra o caminho?
não sei quando começou
foi na curva da praia um reggae 
entre notícias de jornal 
sem alto-falantes 
você também escuta?
ninguém ouve música  
está no ar ou em meus ouvidos? 
você escuta essa música?
eu danço reggae na manhã do ônibus que corre
as árvores que correm dançam reggae
o ciclista que corre dança reggae 
o homem parado assovia reggae 
o aterro do flamengo é um reggae 
os carros que voam não dançam 
você sabe como chegou aqui? 
se lembra de acordar tirar pijamas lavar rosto 
tomar café beijar seu amor
pegar o ônibus que não tocava reggae
você ouve essa música? 

quinta-feira, agosto 20

És lindo no silêncio

Prepara o sinal dedo indicador 
para e sobe
bom dia
bom dia
encosta balança
dinheiro no bolso
dinheiro na mão
dinheiro passado
passa a bolsa
troco trocador
Solta a roleta
gira a roleta
trava a roleta
seguram meu braço
Uma mão no meu braço
absurdo abuso
uma mão no meu braço!
uma mão no meu braço
segura sem força
O olhar indignado encontra um homem sentado que sorri desconcertado e acena pro filho
filho que segura meu braço
menino especial que segura meu braço
sua mão no meu braço desliza e segura
Uma mão na minha mão
lábios que beijam minha mão
gentilmente

lábios que elogiam fechados
uma mão larga minha mão
corpo que senta ao lado do pai que sorri desconcertado e acena pra mim
Olhares sentados sorriem
sorrio balanço
caminho balanço
acredito na bondade dos elogios calados


segunda-feira, agosto 17

Maria vem comigo

quando senti vontade 
de escrever para você 
não soube o que falar
de um você tão diferente assim
poderia ser mal interpretada
se falasse dos seus cachos que amo
ou de seus olhos de contas
se dissesse que você me completa
como eu sempre busquei 
e sempre achei que seria
se garantisse a você 
que estarei aqui
sempre
porque na verdade
não tem amor maior que esse
amor por uma pessoa que eu sempre tive
que me fugiu pelos dedos
mas que voltou
a única 
a melhor
a Maria 

(agosto 2014)

__________
Eu guardei esse texto pro seu aniversário, semana que vem. Guardei por quase um ano. 
Mas seu novo aniversário vai ser hoje, ou amanhã, ou o dia em você renascer. 
Eu te amo, fique aqui.

domingo, agosto 2

Sonho de quarta-feira

dormi dançando a nossa valsa e sonhei com nossos corpos no compasso descontínuo da balada improvisada tentando acertar os passos - eu que não sei dançar sambei a noite inteira até que nascia o céu movimentos pelo espaço num xote pro amanhecer teus olhos me cantavam com silêncio verde-mar melodias pro futuro,