quinta-feira, janeiro 22

Fazer

de tudo
cais

de mim
maré

de você
oceano

sábado, janeiro 17

Das vezes em que eu desisti de você nessa semana

hoje eu desisti de você 
na fila do caixa 
no café amargo 
no leite azedo 
na chaleira que chiava 

desisti no trânsito 
parado 
no sinal fechado 
parado 
no sinal aberto 
parado 
(e andou) 

desisti na mensagem que não teve resposta 
e só voltou no dia seguinte 

na boca de outra 
nos braços de outras 
desisti de você em mim 
pois estava também em outras 

te desisti na fadiga 
na ânsia 
no nervoso impassageiro 
te desisti em pensamento e nunca em ação 
(o verbo desiste em desistir!) 

desisti de você na minha crise 
no meu choro
na minha incompreensão 
desistir de você é desistir de mim 
(e eu sempre achei que sabia mudar) 

desisti de você na sua liberdade. 
(ação seguida de inveja) 

desisti quando só foi preciso 
um sorriso 
para desdesistir 

(desisto porque não desistir ou é força ou é paixão)