quarta-feira, setembro 30

Iaiá

No outro dia,
em meio às tantas vezes que a porta se abria,
ele não saia.
Ouvindo a melodia
que a parede continuamente emitia,
ele se escondia.
Não queria, não ouvia,
ninguém mais sorria.
Era água fria
que vinha e não ia
- nada voltaria
nem nunca passaria.

segunda-feira, setembro 28

Tu... tu... tu...

O mundo andava caído antes mesmo de desabar

Essa mente está fora da área de cobertura ou desligada.
Tente mais tarde, obrigada.

domingo, setembro 20

Respirar

E expirar. Fundo.
De novo.
Respirar...

... expirar.
Calma.

sexta-feira, setembro 11

Divagações pré-domingo



Acho que minha meta de vida é sair por esse Brasil tirando foto de cada poeirinha que eu vir.
Acho que eu queria fazer isso agora, agora, já.
Acho que todas as pessoas do mundo podiam dar meia-volta e empurrar o planeta pro outro lado, aí ele pararia, nem que fosse só um pouquinho...
Acho que uma das melhores ações que existem é tirar o pano de cima das coisas pra saber o que tem em baixo. E vice-versa.
Acho também que ninguém vai descobrir verdade nenhuma.
Outra coisa muito muito boa são aquelas ligações tão sutis e tão finas entre causas e consequências. E ficar olhando pra elas, vê-las balançando no ar... Quase arrebentando... E quando arrebentam, jorram confetes de chocolate. Mas a gente quase nunca as vê arrebentando, porque elas têm vergonha de se mostrarem tão f'rageis para as gentes daqui.
E sabe o que mais? Bom mesmo seria se chovesse morango, dos doces. Seria o melhor dia da existência do universo.

quarta-feira, setembro 9



Por enquanto, mais nada. Cansei de ABAB e rendondilhas. Nada disso se traduz do jeito certo.