terça-feira, julho 21

Divulgando

8º CONCURSO LITERÁRIO GUEMANISSE DE
CONTOS E POESIAS / 2009
www.guemanisse.com.br
editora@guemanisse.com.br
concursoliterario@guemanisse.com.br
É, novamente. Dessa vez espero fazer alguma coisa a tempo! De qualquer jeito, está aí para vocês.

quinta-feira, julho 16

Desadesivar

Aquele retrato, rasguei-o.
Apaguei todas as linhas daquela carta
e soprei todos os ciscos de cima da mesa.
Fechei a caixa, lacrei-a.
Está no fundo do armário
junto com os fatos restantes.
A música, eu esqueci.
A parede está vazia e os papéis não reclamaram.

Eu estou bem.

Não houve nem um grito,
nem um murmúrio,
nem um suspiro vindo do canto.
As imagens calaram-se,
o tempo as aquietou.
Arquitetei um novo mundo meu.

Não falarei mais em arrependimentos.

Enquanto desbotam, as fotografias se calam.
A cor sai e lhes rouba a voz.
O tempo escorre e lhes toma a cor.
Eu passo e esqueço a hora.

Santa hora para esquecer, que boa hora!

Um laço de fita para garantir sua inércia e seu fim.
Ah, se esse fosse o final de todos os livros...

quarta-feira, julho 15

Sobre um Ser

É politicamente correto ser politicamente correto. E é politicamente incorreto escrever frases contraditórias ou óbvias uma vez que se pode ofender alguém ao supor que a pessoa não é inteligente o suficiente para entendê-las. Deveria ser politicamente incorreto, também, travar a vida das pessoas. Mas então teríamos uma contradição: a política correta trava a vida das pessoas, então ela é incorreta e, por ser contraditória, é incorreta duas vezes. Mas por ser correta ela já é correta, mas esse é um argumento frágil e único e não devemos levá-lo em conta. Concluímos que ser politicamente correto é incorreto. Mas é politicamente correto se importar com o que é certo e errado, mesmo que seguir isso nem sempre faça muito sentido (e muitas vezes não faz). Então, se alguém quiser ser incorreto não tem que se importar com o que é correto ou não; mas se ele se importa com o que é incorreto se importa também com o que seria correto, sendo assim uma pessoa correta. E aí temos de novo uma contradição, mas você não vai importar com ela por ela ser politicamente incorreta, não é?

segunda-feira, julho 13

Coisas que meu pai não vai entender

- Fotógrafa?! Você vai é fazer medicina!

quarta-feira, julho 8

Metamorfosear

Antes era um peixe e vivia a nadar. Cansei então da água e amei o ar. Virei passarinho, aprendi a voar. Construí um ninho, gostava de cantar. Minhas asas um dia caíram e tive de rastejar. Como lagarta, comi folhas e vivi sonhando em mudar. De casulo fiz-me serpente e fui para o deserto morar: num lugar com pouca gente poderia sossegar. Mas, farta dessa solidão, quis voltar à água, fui visitar o mar. Como água, viva e translúcida, eu passei a viajar. E conheci tantas partes e vi tantos lugares e engoli tanto sal que decidi tornar o mundo o meu lugar. Mas como tudo muda pra sempre de novo me meti a mudar. Agora sou muito mais que gente, pois só quem muda de repente pode pensar em se encontrar.

segunda-feira, julho 6

Cecília

Mulher ao espelho

Hoje que seja esta ou aquela,
pouco me importa.
Quero apenas parecer bela,
pois, seja qual for, estou morta.

Já fui loura, já fui morena,
já fui Margarida e Beatriz.
Já fui Maria e Madalena.
Só não pude ser como quis.

Que mal faz, esta cor fingida
do meu cabelo, e do meu rosto,
se tudo é tinta: o mundo, a vida,
o contentamento, o desgosto?

Por fora, serei como queira
a moda, que me vai matando.
Que me levem pele e caveira
ao nada, não me importa quando.

Mas quem viu, tão dilacerados,
olhos, braços e sonhos seus
e morreu pelos seus pecados,
falará com Deus.

Falará, coberta de luzes,
do alto penteado ao rubro artelho.
Porque uns expiram sobre cruzes,
outros, buscando-se no espelho.
__________
Mais alto.

sábado, julho 4

O operário desmoronou

O operário em construção
Desaprendeu a dizer não.
Esqueceu por quem falava,
Esqueceu por que lutava.

O operário contra o patrão
Não anda na contra-mão.
Sua mente contraditória
Virou medida provisória.

O operário da oposição
Trabalha na constituição.
Sozinho, não constrói mais nada,
Largou a foice e a enxada.

O operário da sindicalização
Transforma reforma em concessão.
Valorizou o capital,
Encheu o bolso do estatal.

O operário da união
Não tem mais calo na mão.
Só muda sua vida
Por medida preventiva.

O operário cresceu em vão,
Hoje vive de coligação.
"Se preocupa com a gente,
o Senhor Presidente ".

O operário desconstruído
Só quer o povo unido
Quando for a seu favor.
Do não, o operário tem horror.
__________
Sexta-feira faz bem... ou não.