domingo, maio 31

Mais ou menos aos 7

E eis o porque de no Festival de Poesia da minha escola eu ter ficado chateadíssima por não saber desenhar um sapo:

No sapo tinha um rio
No rio tinha uma baleia
Na baleia tinha um sapo
que gostava da sereia.


Pois é, as coisas não mudaram tanto assim.

Um comentário:

  1. Cacete, não acaba nunca! O rio no sapo, a baleia no rio, o sapo na baleia, o rio no sapo, a baleia no rio, o sapo na baleia...

    E a sereia flutuando no nada.

    ResponderExcluir